Archive for:

fevereiro, 2015

Lucro líquido da BRF mais que triplica e soma R$ 991 milhões

A empresa de alimentos eve seu lucro líquido mais que triplicado no quarto trimestre de 2014, com valor de R$ 991 milhões Fonte: Exame Abril – Negócios

Magazine Luiza encerrou 2014 com lucro de R$ 128,6 milhões

A empresa teve lucro líquido de R$ 39,3 milhões no quarto trimestre de 2014, resultado que representa uma alta de 19,2% em relação ao mesmo período de 2013 Fonte: Exame Abril – Negócios

Lucro líquido da Femsa aumentou 2,1% em 2014

As receitas totais aumentaram 2,1% em relação a 2013, para situar-se em US$ 17,646 bilhões, enquanto a utilidade bruta subiu 0,5%, até US$ 7,379 bilhões Fonte: Exame Abril – Negócios

Vale não pretende ter captação externa, diz presidente

Murilo Ferreira lembrou que a estrutura de capital está adequada e que o prazo médio da dívida está hoje em 9,1 anos Fonte: Exame Abril – Negócios

Eletrosul deve priorizar projetos em construção

Segundo diretor de Engenharia e Operações, prioridade da companhia neste momento está em garantir andamento de projetos em curso ou licitados recentemente Fonte: Exame Abril – Negócios

Hering reporta lucro de R$ 109,2 milhões no 4º trimestre

A Cia Hering reportou lucro líquido de R$ 109,219 milhões no quarto trimestre de 2014, alta de 7,4% na comparação com o mesmo período de 2013 Fonte: Exame Abril – Negócios

Lucro da Multiplus cresce 40% em 2014

No acumulado de 2014, o resultado líquido totalizou R$ 325 milhões em 2014, um crescimento anual de 40% Fonte: Exame Abril – Negócios

Lego lucrou tanto em 2014 que seu CEO dançou – literalmente

“Foi um excelente ano”, disse o presidente da empresa, Joergen Vig Knudstrop, depois de cantar e dançar a música “Everything is awesome” Fonte: Exame Abril – Negócios

Vale anuncia desinvestimentos para recuperar eficiência

Com as vendas e desinvestimentos, a Vale pretende se concentrar mais em seus negócios centrais e eliminar ativos que não estejam rendendo o esperado Fonte: Exame Abril – Negócios

Remédio contra o câncer pode valer US$ 18 bilhões

Um remédio esquecido que foi comprado há uma década por US$ 6,6 milhões poderia se tornar um dos tratamentos contra o câncer mais vendidos de todos os tempos Fonte: Exame Abril – Negócios