Archive for:

abril, 2015

Itaú se protege do real com carteira externa de crédito

O Itaú está usando sua presença em mercados como Chile e Colômbia para sustentar sua receita após a desvalorização do real Fonte: Exame Abril – Negócios

Cnova, do Casino, fatura R$ 2 bilhões no Brasil

As vendas da Cnova, controladora das lojas virtuais das Casas Bahia, Ponto Frio e Extra, aumentaram 27,3% no primeiro trimestre de 2015 na comparação com 2014 Fonte: Exame Abril – Negócios

Eneva quer captar até R$ 500 milhões no aumento de capital

A antiga MPX tem como meta captar no mercado entre R$ 400 milhões e R$ 500 milhões no aumento de capital que deve ocorrer em julho Fonte: Exame Abril – Negócios

Arteris fará OPA para cancelar registro de companhia aberta

A Arteris recebeu correspondência de seu acionista controlador sobre intenção de realização de OPA para fins de cancelamento de registro de companhia aberta Fonte: Exame Abril – Negócios

Petrobras destrói gravações do conselho de administração

A estatal informou que áudios e vídeos com diálogos das reuniões do Conselho de Administração que trataram de negócios investigados foram “eliminados” Fonte: Exame Abril – Negócios

Lucro da Sanofi cai 5,6% no primeiro trimestre

Nos três primeiros meses do ano, as vendas da farmacêutica chegaram a 8,8 bilhões de euros Fonte: Exame Abril – Negócios

Cade analisa na 2ª recurso da CSN sobre Ternium na Usiminas

O conselho vai analisar o pleito da CSN que diz que a Ternium-Techint teria prestado informações enganosas quando entrou no grupo de controle da Usiminas Fonte: Exame Abril – Negócios

LinkedIn tem alta de 35% na receita do 1º trimestre

A rede social de contatos profissionais divulgou aumento de 34,8% na receita trimestral, guiada por um fortalecimento em seus negócios de empregos Fonte: Exame Abril – Negócios

Bradesco reporta maior lucro de sua história para o 1º tri

O maior lucro da história, para um primeiro trimestre, é do Itaú-Unibanco no ano de 2014, com R$ 4,41 bilhões Fonte: Exame Abril – Negócios

CBF tem receita recorde em 2014, mas despesas também crescem

Faturamento em 2014 foi impulsionado por patrocínios, direitos de transmissão e comerciais. Gastos administrativos dispararam Fonte: Exame Abril – Negócios