Archive for:

abril, 2015

BNDES aprova R$2,3 bi para siderúrgica da Vale e coreanas

Os recursos serão destinados à construção da usina em São Gonçalo do Amarante (CE) Fonte: Exame Abril – Negócios

Bradesco se vê mais perto do piso da meta de crédito no ano

Na teleconferência desta quinta-feira, os porta-vozes do banco foram bastante questionados sobre as perspectivas para inadimplência Fonte: Exame Abril – Negócios

Vale avalia substituir produção de minas com custo elevado

Mineradora pretende otimizar operações em meio ao cenário de baixos preços do minério de ferro, podendo paralisar a produção em minas de maior custo Fonte: Exame Abril – Negócios

Lucro da Nokia com redes cai e levanta preocupações

Receita total com rede da empresa no primeiro trimestre ficou ligeiramente acima das expectativas, mas o lucro caiu 61 por cento sobre um ano antes Fonte: Exame Abril – Negócios

Vendas da Colgate-Palmolive caem pelo 3º trimestre seguido

Lucro líquido atribuível à companhia subiu para 542 milhões de dólares, ou 0,59 dólar por ação, para o primeiro trimestre encerrado em 31 de março Fonte: Exame Abril – Negócios

Como se faz uma mortadela da Ceratti

EXAME.com visitou a fábrica em Vinhedo, São Paulo, para acompanhar a produção da mortadela Fonte: Exame Abril – Negócios

Natura promoverá reajuste de 2,5% nos preços em junho

Presidente da companhia, Roberto Lima, disse em teleconferência com analistas que há diversos elementos pressionando os preços Fonte: Exame Abril – Negócios

Lucro da Bunge bate estimativas com boas margens na soja

Trading global de commodities agrícolas disse que as margens de processamento melhoraram no Brasil e na Argentina no primeiro trimestre deste ano Fonte: Exame Abril – Negócios

Embraer registra prejuízo de R$ 196,1 milhões no 1º tri

O resultado reverte o lucro líquido de R$ 258,7 milhões reportado no mesmo período do ano anterior Fonte: Exame Abril – Negócios

Conselho de Petrobras é renovado e Murilo Ferreira presidirá

Apenas o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, foi reeleito para o Conselho da estatal Fonte: Exame Abril – Negócios