Notícia

Archives

Mercadante diz que Sete Brasil terá de ser capitalizada

Segundo Mercadante, a reestruturação da empresa é compreensível decorrente do momento econômico que o país vive Fonte: Exame Abril – Negócios

Empresa lança "Airbnb" chinês para aproveitar casas vazias

Objetivo da firma é dar uso à grande quantidade de moradias que não foram vendidas depois que o boom imobiliário da China passou Fonte: Exame Abril – Negócios

Governo quer iniciar plano de aviação pela Amazônia legal

Segundo ministro, ainda estão sendo escolhidos quais aeroportos da região vão receber os primeiros investimentos Fonte: Exame Abril – Negócios

TIM ganha em venda de torres e lucro vai a R$ 926,4 mi

Os investimentos totalizaram R$ 1,18 bilhão no segundo trimestre de 2015, alta de 13,4% na comparação com igual intervalo de 2014 Fonte: Exame Abril – Negócios

TIM acenturará foco em eficiência com cenário desafiador

“Diante do cenário desafiador, o foco em margem e eficiência da companhia não só continua como se acentua” disse o presidente da operadora, Rodrigo Abreu Fonte: Exame Abril – Negócios

Boeing perde acordo de satélite por problemas com crédito

A ABS, baseada nas Bermudas e em Hong Kong, rescindiu seu pedido do satélite em meados de julho Fonte: Exame Abril – Negócios

Governo enquadra projeto da Vale em Carajás

As debêntures de infraestrutura, também conhecidas como debêntures incentivadas, possuem incentivos fiscais e são usadas como fonte de financiamento de projetos Fonte: Exame Abril – Negócios

Syngenta e Monsanto não negociam fusão, dizem fontes

Executivos e outros representantes das duas companhias se encontraram mais cedo neste ano para discutir a oferta hostil da Monsanto de 45 bilhões de dólares Fonte: Exame Abril – Negócios

TIM Participações tem lucro líquido de R$290,8 mi no 2º tri

A TIM Participações teve lucro líquido de R$ 290,8 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 20,5 por cento na comparação anual Fonte: Exame Abril – Negócios

Toyota não está otimista com a lucratividade na China

A Toyota disse que “não pode ser otimista” sobre sua lucratividade na China, o maior mercado automotivo do mundo Fonte: Exame Abril – Negócios